Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Responsável por dossiê Freeport no Governo

À medida que a semana avança, são conhecidos mais alguns secretários de Estado. José Sócrates prometeu divulgar a lista completa até amanhã, mas entre os nomes já avançados está o de Rui Gonçalves, ex-secretário de Estado do Ambiente, que foi designado para o cargo de secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e Florestas, sob a alçada de Jaime Silva.
11 de Março de 2005 às 00:00
O nome de Rui Gonçalves ficou ligado ao projecto freeport em Alcochete
O nome de Rui Gonçalves ficou ligado ao projecto freeport em Alcochete FOTO: Luís Neves
É mais um repetente dos governos de António Guterres e trabalhou lado a lado com Sócrates na secretaria de Estado do Ambiente.
O seu nome ficou ligado à aprovação do parecer favorável ao projecto Freeport, na apreciação do impacte ambiental para aquela área, o mesmo que causou polémica durante a campanha eleitoral socialista. Recorde-se, aliás, que num comunicado, o secretário-geral socialista escreveu: “A avaliação do impacte ambiental do projecto teve despacho favorável condicionado do então secretário de Estado do Ambiente, Rui Gonçalves, com base em parecer técnico igualmente favorável do Instituto da Conservação da Natureza e da Comissão de Avaliação de Impacte Ambiental”.
Outra das novidades é a opção por Idália Moniz para a Reabilitação Social, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social.
Luís Vieira ocupará a pasta da Agricultura e Pescas, e Valter Gomes deverá integrar o Executivo na tutela da Educação ao lado de Maria de Lurdes Rodrigues. O próprio confirmou-o ao ‘PortugalDiário’. É mais um deputado recrutado na lista por Castelo Branco. Jorge Pedreira completa este Ministério.
Nas Obras Públicas, o novo gabinete já está em pleno funcionamento. Hoje mesmo haverá um encontro com a equipa cessante de António Mexia. Ana Paula Vitorino e Paulo Campos são as escolhas para a pasta tutelada por Mário Lino.
Para o Ministério de Nunes Correia, os nomes dados como certos são Humberto Rosa (Ambiente) e João Ferrão (Ordenamento do Território). Nas Finanças, João Figueiredo (Administração Pública), Maria dos Anjos Capote (Finanças) completam o quadro de novidades. Manuel Heitor deverá ficar no Ministério da Ciência e Ensino Superior.
Quem parce não ter ficado muito satisfeito com o elenco escolhido por Sócrates foi João Soares, que no seu ‘site’ escreve: “Uma coisa é ter a legitimidade para usar e guardar o chaveiro. (...) outra é fechar caminhos, portas, oportunidades de fazer bem, e trabalhar, a quem não quer senão isso”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)