Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Ribeiro e Castro recusa fixar objectivos

O presidente do CDS-PP diz que ninguém o vai ouvir “fixar fasquias” para as autárquicas, até porque diz não ter números na cabeça. “Partimos para as eleições com três câmaras – Oliveira do Bairro, Marco de Canaveses e Corvo – mas sabemos que não há resultados seguros, para ninguém.”
1 de Maio de 2005 às 00:00
Ribeiro e Castro encontra-se amanhã com  Daniel Campelo
Ribeiro e Castro encontra-se amanhã com Daniel Campelo FOTO: António Rodrigues
José Ribeiro e Castro esteve ontem, em Oliveira do Bairro, onde apresentou a candidata à câmara, Leontina Novo, que tem a responsabilidade de continuar o trabalho de Acílio Gala, um autarca histórico do CDS.
O recém-eleito presidente aproveitou a deslocação ao Norte do País, para se inteirar “dos pontos fracos e fortes do partido em termos autárquicos”. Depois das conversas com os três ex-coordenadores autárquicos, Girão Pereira, Anacoreta Correia e Álvaro Castelo Branco, o líder do CDS irá encontrar-se amanhã, com o presidente da Câmara de Ponte de Lima, Daniel Campelo.
Em cima da mesa está a possibilidade de convencer o autarca a voltar a candidatar-se pelas cores do CDS, depois de ter sido suspenso do partido no seguimento do caso ‘Limiano’ e de ter ganho a câmara em 2001 como independente. “Trata-se de um encontro com uma pessoa que muito estimo e será, com certeza, uma conversa variada”, refere Ribeiro e Castro.
No entanto, o próprio Daniel Campelo não esconde uma aproximação ao partido e afirma: “Vou ter uma reunião com todos os presidentes de Junta que se solidarizaram comigo, bem como com todos os meus vereadores, e a partir daí é que poderei tomar uma decisão em relação às eleições.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)