Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Rio apoia Mendes

O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, manifestou ontem, “em nome da estabilidade”, o seu apoio oficial a Luís Marques Mendes na corrida para as eleições directas do PSD, marcadas para dia 28 de Setembro.
1 de Agosto de 2007 às 00:00
À entrada para um almoço com o líder laranja, Rui Rio disse que se Mendes perder 'é todo o PSD perde'
À entrada para um almoço com o líder laranja, Rui Rio disse que se Mendes perder 'é todo o PSD perde' FOTO: António Rilo
O autarca espera que o PSD “aprenda com o passado” e mostre aos portugueses que “tem estabilidade” para estar no Governo. “O PSD preza a estabilidade. Se mudar frequentemente de líder, como será quando chegar ao Governo?”, questionou Rui Rio.
À entrada para um almoço no Porto com o líder laranja, Rio frisou ainda que se Marques Mendes perder “é todo o PSD que perde”. Aos que criticam a derrota nas intercalares de Lisboa, o edil fez questão de lembrar que o partido “ganhou as autárquicas, as regionais” e “apoiou um candidato que conseguiu a Presidência da República”.
“Apoio Marques Mendes num quadro semelhante ao de 2005, onde a única diferença é o sistema de directas”, acrescentou o portuense, deixando de parte quaisquer divergências que tenha mantido com o líder social-democrata, mas abstendo-se de comentar possíveis desentendimentos no futuro com o outro candidato, o autarca de Gaia, Luís Filipe Menezes.
“Mudámos de líder no passado e isso custou-nos caro”, alertou ainda Rui Rio, considerando que o líder do principal partido da oposição deve “ter uma legislatura de quatro anos tal como o chefe de Governo”.
Mendes, que acredita que “é pelo caminho da estabilidade que o PSD vai conquistar as eleições em 2009 e construir uma alternativa”, não falou de Menezes, preferindo criticar o Executivo: “De um lado está um mau Governo, do outro uma oposição com soluções e apostas diferentes.”
O líder social-democrata lembrou ainda que foi ele que criou o sistema das eleições directas no partido, que “todos os militantes são importantes” e que tem ganho o apoio dos “notáveis”. Entre eles, os mais recentes são o presidente da Associação Nacional de Municípios, Fernando Ruas, o presidente da Associação de Autarcas Social--Democratas, Manuel Frexes, e da Associação Nacional de Freguesias, através de Armando Vieira.
Ao lado de Rio, Mendes disse acreditar que em 2009 os portugueses vão dar a maioria ao PSD.
Ver comentários