Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Ruas critica centralismo do Governo

O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, o social-democrata Fernando Ruas, criticou ontem o regresso a Lisboa das seis Secretarias de Estado, descentralizadas no Governo de Santana Lopes.
16 de Março de 2005 às 00:00
“É um sinal contrário ao movimento descentralizador”. afirmou Fernando Ruas, considerando que o actual Governo “devia esperar mais tempo” para pesar correctamente prós e contras da deslocalização.
Uma opinião partilhada pelos autarcas de Faro (Turismo) e Golegã (Agricultura), que criticaram o regresso a Lisboa das Secretarias de Estado deslocalizadas nos respectivos concelhos. A Câmara de Faro (PSD) emitiu um comunicado criticando a centralização e o autarca da Golegã, José Veiga Maltez (independente eleito pelo PS), lamentou a saída da Secretaria de Estado da Agricultura.
Já dirigentes da Agricultura, como Luís Mira (Confederação dos Agricultores de Portugal) e Amândio de Freitas (Federação dos Agricultores do Distrito de Santarém) defendem que mais importante do que a localização da Secretaria de Estado são as políticas para o sector. Também Alberto Souto, presidente da Câmara de Aveiro (PS), considerou “uma boa medida” o regresso da Secretaria de Estado da Educação a Lisboa, uma vez que, entende, “não foi uma melhoria para Aveiro”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)