Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Rui Rio com "abertura" para que Feira do Livro do Porto se realize

O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, disse nesta segunda-feira que existe recetividade da autarquia para que a Feira do Livro se realize este ano, mas alertou que "tem de haver abertura da parte de toda gente".
14 de Janeiro de 2013 às 13:29
APEL afirma que sem a verba da Câmara, a realização da 83.ª edição da Feira do Livro não é viável
APEL afirma que sem a verba da Câmara, a realização da 83.ª edição da Feira do Livro não é viável FOTO: Maria João Marques

"Existe abertura da Câmara do Porto para que se faça a Feira do Livro, mas tem de haver abertura da parte de toda a gente", alertou o autarca, quando questionado sobre se existia recetividade da autarquia para financiar o evento.

Rui Rio respondia assim aos jornalistas sobre o fim do protocolo com a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), ao abrigo do qual a organização do evento recebia um subsídio camarário de 75 mil euros.

"Estamos a falar", afirmou o autarca, explicando não ser "muito adepto de negociar na comunicação social".

Rui Rio falava aos jornalistas depois da visita a uma casa reabilitada através do projeto 'Porto Amigo', uma parceria entre a autarquia e a Fundação Manuel António da Mota.

No início do mês foi noticiado que a Câmara recusou renovar o protocolo assinado há quatro anos com a APEL, que expirou em 2012.

Ao abrigo do acordo, a Feira do Livro do Porto recebia 75 mil euros, apoio logístico e isenção das taxas camarárias.

A APEL anunciou, então, que sem a verba da Câmara, a realização da 83.ª edição da Feira do Livro não é viável.

 

APEL Feira do Livro do Porto Câmara do Porto Rui Rio Apoios Livros Literatura Avenida dos Aliados
Ver comentários