Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Rui Moreira diz que Portugal vive "estalinismo legislativo"

António Costa concorda com Rui Moreira.
17 de Outubro de 2014 às 22:29
Rui Moreira
Rui Moreira FOTO: Sérgio Lemos

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, afirmou esta sexta-feira em Braga, que Portugal vive um "estalinismo legislativo" em que o Estado central "impõe" regras aos municípios num "clima antidemocrático".

O autarca participava numa conferência sofre o "Futuro das cidades", integrada nas comemorações dos 40 da Universidade do Minho, acompanhado pelo seu homólogo da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, que defendeu que "o hipercontrolo" a que o Estado obriga na gestão camarária "tem um efeito perverso".

António Costa afirmou também que é "absolutamente decisiva" a "reinvenção da forma de governar" e que essa será a "grande reforma" do Estado.

"Vivemos num estalinismo legislativo em Portugal que implica à gestão das cidades a impossibilidade de governarmos como queremos e como os cidadãos querem. Esta é a forma antidemocrática que o Estado central impõe sobre os municípios, em que diz mais ou menos como eles tem que governar", afirmou Rui Moreira. Para o líder da autarquia portuense, só falta "qualquer dia" o Estado decidir "qual o número de gavetas que o presidente da camara pode ter", o que, disse, não facilita o desempenho dos autarcas.

Rui Moreira Câmara Municipal de Lisboa António Costa presidente da Câmara Municipal do Porto
Ver comentários