Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Rui Rio acredita que posição do Governo é "mais confortável do que aparenta ser"

Rui Rio acredita que o PS conseguirá cumprir o que prometeu à maioria parlamentar que o acompanha.
15 de Dezembro de 2015 às 12:53
O ex-presidente da câmara do Porto Rui Rio
O ex-presidente da câmara do Porto Rui Rio FOTO: José Coelho/Lusa

O ex-presidente da câmara do Porto, Rui Rio, disse esta terça-feira que acredita que a posição do atual Governo "é mais confortável do que aquilo que aparenta ser", perspetivando "possíveis problemas" na discussão do orçamento para 2017.

"Se este Governo dura a legislatura? Isso não sei. Mas estes dois primeiros anos não vão ser tão difíceis quanto aquilo que é suposto (...). Depois, quando os indicadores se degradarem, se vierem a degradar-se por causa do consumo com reflexos nos mercados, aí 'a porca pode torcer o rabo' e aí é que a cara não bate com a careta, ou seja votaram nestes para vivermos melhor e agora estes vão cortar, mas para cortar os especialistas são os outros e não estes", disse Rui Rio.

O ex-autarca, que falava enquanto convidado do programa 'Quadratura do Círculo' da SIC numa conferência promovida no âmbito do 15.º aniversário da estação de televisão, quando questionado sobre se acredita que o PS conseguirá cumprir o que prometeu à maioria parlamentar que o acompanha, disse acreditar que "em 2016 sim" e que as dificuldades surgirão quando o BE e o PCP fizerem "pressão" para que o Governo alargue "mais do que aquilo que pode alargar".

Rui Rio considerou que "a posição do Governo é mais confortável do que aquilo que aparenta ser", apontando possíveis problemas na discussão do Orçamento do Estado para 2017: "BE e PCP vão ter de se definir. Ou há orçamento ou não há orçamento. Ou passa ou não", perspetivou.

Porto Rui Rio Governo PS BE PCP Orçamento do Estado política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)