Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

SAMPAIO E DURÃO NAS NAÇÕES UNIDAS

Dois anos depois de ter participado numa sessão extraordinária da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre a SIDA, o Presidente da República regressa a Nova Iorque para uma nova reunião destinada a avaliar os progressos registados desde Junho de 2001, altura em que foi formalizada uma Declaração de Compromisso no combate à doença com metas a atingir em 2015.
22 de Setembro de 2003 às 00:00
O primeiro-ministro também estará em Nova Iorque, mas para falar da melhoria do funcionamento da organização, da situação no Iraque e nos esforços para a paz no Médio Oriente, na 58.ª sessão da Assembleia da Geral da ONU. Porém, a agenda de Jorge Sampaio e de Durão Barroso só coincide com um almoço oferecido pelo presidente do Brasil, Lula da Silva, em homenagem ao secretário-geral da ONU, Kofi Annan, amanhã.
Entretanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Martins da Cruz, que acompanha Barroso nesta deslocação aos Estados Unidos, considerou ontem à chegada a Nova Iorque, que é um erro a ameaça israelita de expulsar Yasser Arafat.
Barroso inicia hoje a sua visita aos EUA e fará a amanhã a sua intervenção na ONU. Mas o primeiro-ministro terá uma agenda paralela, dedicada à diplomacia económica. Sampaio não fugirá à regra. O facto de as duas reuniões se realizarem na mesma altura será aproveitado pelo chefe de Estado para encontros bilaterais com o homólogo moçambicano, Joaquim Chissano e Kofi Annan.
Em 2001, recorde-se, Sampaio foi o único chefe de Estado da União Europeia presente no encontro. Hoje junta-se Jacques Chirac.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)