Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

SAMPAIO RECUSA ATAQUE AO IRAQUE SEM AVAL DA ONU

O Presidente da República reiterou ontem que uma “intervenção militar no Iraque sem o aval do Conselho de Segurança da ONU será ferida de ilegitimidade”.
8 de Março de 2003 às 00:01
Jorge Sampaio falava na inauguração do Congresso “Portugal e o Futuro da Europa”, que se prolonga até hoje, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Sampaio referiu-se ao Iraque para ilustrar o tema principal da sua intervenção, focada no debate sobre o futuro da União Europeia e a necessidade esta se dotar de uma “verdadeira Política Externa e de Segurança Comum que considerou “essencial para a consolidação do projecto de união política”.

“No presente debate sobre o futuro da Europa joga-se o destino de Portugal”, sustentou Sampaio, referindo a necessidade de se participar activamente neste debate, de modo a garantir a construção de uma UE “mais forte, mais coesa e mais influente”.

Outras das personalidades presentes no debate de ontem foi o ex-presidente português e actual eurodeputado socialista Mário Soares que criticou a intenção norte-americana de atacar unilateralmente o Iraque. Para Soares, os Estados Unidos “têm uma nova doutrina que põe em causa o direito internacional constituído desde 1945”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)