Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

SANTANA LOPES SÓ PAGA CEM MILHÕES DE EUROS

O presidente da Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes, afirmou ontem, em Barcelona, que até sábado deverá haver acordo entre a CML e o arquitecto Frank Gehry e que cem milhões de euros (20 milhões de contos) é o montante que está disposto a gastar na reconversão do Parque Mayer. Ou seja, cerca de metade da verba inicialmente referida.
23 de Outubro de 2003 às 00:00
Santana Lopes durante uma visita ao pavilhão da CML no VII Barcelona Meeting Point
Santana Lopes durante uma visita ao pavilhão da CML no VII Barcelona Meeting Point FOTO: Toni Garriga (EPA)
No dia em que foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito Civil, o presidente da CML afirmou-se "orgulhoso e reconhecido" com a distinção do governo espanhol. Recordou o tempo em que era secretário de Estado da Cultura, em que lutou "muito com os ministros da Cultura de Espanha para que os bens culturais móveis não ficassem sujeitos à liberdade de circulação da UE" e recordou que tem trabalhado muito com várias cidades espanholas. A condecoracão, diz, "é também um reconhecimento da crescente importância de Lisboa".
Santana Lopes também levantou a ponta do véu sobre mais projectos para a cidade, prometendo "para a semana" a apresentacão de uma proposta de Siza Vieira "que fará furor em Lisboa".
Ao falar na abertura do ‘stand’ dedicado à capital portuguesa no VII Barcelona Meeting Point – Feira Internacional do Imobiliário, Santana Lopes explicou que a arquitecta Ana Gonçalves e o advogado Rui Gomes da Silva, advogado "de inteira confianca" estão em Los Angeles, para tentar um acordo com o arquitecto. Santana Lopes afirmou-se "optimista" com a possibilidade de angariar investidores "mal tenha assinado o contrato com Frank Gehry".
Sem querer prometer datas, Santana foi explicando que quer "um projecto Gehry com cabeca tronco e membros" e que ficará "muito contente" se chegar a acordo no fim-de-semana. Para já, apenas diz que, para o projecto do Hotel no Mayer "já há três interessados", mas afirma que ainda faltam "algumas demarches", nomeadamente no que toca a "acertos de preços". Quanto a uma possível isenção de IVA, benesse do Estado para a obra no Parque Mayer, o edil afirmou "não acreditar" que seja uma possibilidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)