Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Segredo de Carmona

O presidente da Câmara de Lisboa evocou ontem o segredo de justiça para justificar a falta de informações que prestou e continua a prestar ao executivo sobre a construção do condomínio ‘Infante à Lapa’.
31 de Agosto de 2006 às 00:00
Para Carmona Rodrigues, a ‘silly season’ provoca ‘silly news’, afirmou, referindo-se à notícia do CM, onde se dá conta da data em que a Polícia Judiciária (PJ), a mando do DIAP, apreendeu o processo ‘Infante à Lapa’, facto omitido pelo presidente.
Carmona desculpou-se com o segredo de justiça esquecendo-se de que em Dezembro, quando a PJ apreendeu o processo referente à venda dos terrenos da antiga Feira Popular, não só informou todos os vereadores como entregou nos gabinetes cópia do auto de apreensão.
Este facto foi lembrado ontem na reunião do executivo pelo vereador socialista Manuel Maria Carrilho, que interrogou o presidente quanto aos interesses que defende para a cidade.
Carrilho questionou ainda o facto de Carmona ter escolhido um assessor seu, Mourato Testas, para dirigir um inquérito ao processo de licenciamento (falta dele) do condomínio, ao que o presidente ripostou com o currículo do assessor: “Tem 30 anos de função pública, 25 anos de Câmara...”
“Mas é a primeira vez que eu vejo um responsável público a escolher um seu assessor para conduzir um inquérito”, frisou Carrilho.
Já a vereadora da CDU, Rita Magrinho, alertou o executivo para “o alvará falso que está afixado no 58 da Infante Santo”. O aviso diz que as obras foram aprovadas pela Câmara a 21 de Novembro de 2005. Ora, “neste dia não houve nenhuma reunião de Câmara”, lembrou Magrinho.
A construção do condomínio foi fiscalizada pela autarquia, depois do alerta da Provedoria de Justiça, tendo sido só detectada uma piscina ilegal. E ainda ontem ficou-se a saber que o ‘Infante à Lapa’ está a trabalhar também em terreno municipal, construindo um espaço verde, garantiu a vereadora do Urbanismo, Gabriela Seara.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)