Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Soares teme custos da Ota

O candidato a Presidente da República apoiado pelo PS afirmou ontem ao CM que tem dúvidas quanto ao “financiamento e a viabilidade” do projecto do aeroporto na Ota. Mário Soares coloca assim em causa um dos projectos mais defendidos pelo Governo de José Sócrates.
19 de Novembro de 2005 às 00:00
Mário Soares recebeu representantes de comunidades religiosas
Mário Soares recebeu representantes de comunidades religiosas FOTO: Paulo Carriço, Lusa
O dia de pré-campanha ficou ontem marcado por um encontro com os representantes de diversas comunidades religiosas, onde Mário Soares defendeu o exercício de uma “magistratura de influência” e relembrou que o Chefe de Estado tem na mão a “arma atómica” de dissolver o Parlamento. “O Presidente da República tem a arma atómica na mão, mas não tem as armas convencionais”, frisou o candidato presidencial, acrescentando que este deve ser “um árbitro da sociedade portuguesa”.
Mário Soares prometeu, se for eleito, trabalhar para “aprofundar ainda mais a convivência” entre as comunidades religiosas em Portugal e alertou para o aumento do fanatismo que gera “intolerância”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)