Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Soares vira-se contra os Media

Mário Soares endureceu ontem as críticas à Comunicação Social, por antecipar a vitória de Cavaco Silva nas presidenciais de 22 de Janeiro, lembrando que “durante a ditadura, a propaganda não adiantou ao regime”.
31 de Dezembro de 2005 às 00:00
No distrito de Aveiro, Soares acusou “grandes grupos de Media e certas televisões”, de “uma falta de isenção”, que é “um ultraje” à “liberdade de imprensa”. Para Soares, as televisões “criaram um mito de Cavaco Silva”. Mas, lembrou que “o povo português tem 50 anos de ditadura” e percebe. “Quando a propaganda é demais, o povo rejeita”, adverte.
Reclamando mais debates, incluindo Garcia Pereira, o candidato do PS acusou Cavaco de nada ter feito pelo País nos últimos 10 anos – “tratou, e bem, da sua vida” – e descreveu a actual conjuntura como “difícil, mas superável”, considerando ser “o único capaz de promover a união entre os portugueses”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)