Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Sócrates acusado de oportunismo

Alíder do PSD, Manuela Ferreira Leite, acusou ontem José Sócrates e o Governo de estarem a concentrar a entrada de fundos comunitários em Portugal para próximo das eleições, “prejudicando o País de forma inaceitável”.
17 de Novembro de 2008 às 00:30
Ferreira Leite acusou ontem, na Curia, o Governo de adiar entrega de subsídios por motivos eleitorais
Ferreira Leite acusou ontem, na Curia, o Governo de adiar entrega de subsídios por motivos eleitorais FOTO: Ricardo Almeida

Ao lembrar que ainda não entraram “quaisquer contribuições a que temos direito neste novo Quadro Comunitário de Apoio”, a presidente social-democrata, que ontem encerrou a 2ª Universidade Europa da JSD, na Curia, atribuiu as causas do atraso a “interesses provavelmente partidários”. “Podem alguns imaginar que a culpa é da burocracia de Bruxelas quando se trata de oportunismo e de ineficácia dos responsáveis”, frisou.

Referindo-se à política agrícola e das pescas, a líder do PSD disse que a acção do Governo 'tem sido praticada por um dos ministros que mais se esforça por exercer o poder, à semelhança do engenheiro Sócrates, hostilizando tudo e todos'. E concretizou: 'Humilhando os agricultores', 'retaliando sobre as organizações que o criticam' e 'governando essencialmente para os jornais'. Fazendo um balanço da acção do ministro da Agricultura, Manuela Ferreira Leite não identifica 'uma única acção positiva'.

DETALHES

LANÇAMENTO 

A cerimónia de encerramento da 2.ª Universidade Europa, que decorreu na Curia, incluiu o lançamento da obra ‘Anotações Europeias’, da autoria do deputado Vasco Graça Moura.

CONSTRUÇÃO EUROPEIA

Manuela Ferreira Leite espera que as 'sementes' lançadas na 2.ª Universidade Europa tenham repercussões. A líder do PSD alertou para a necessidade de todos se sentirem parte no processo de construção europeu.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)