Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Sócrates desmente negociação com CIP

O Primeiro-ministro, José Sócrates, garantiu esta segunda-feira ser “falso” que o Governo tenha negociado com a Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) a realização do estudo elaborado por este organismo sobre a localização do futuro aeroporto.
18 de Junho de 2007 às 14:21
“É falso que o Governo tenha negociado o que quer que seja com o presidente da CIP, Eng. Francisco Van Zeller, quanto ao âmbito ou quanto aos pormenores do estudo sobre o novo Aeroporto de Lisboa recentemente apresentado sob a responsabilidade da CIP”, refere uma nota oficial emitida pelo gabinete do Chefe de Governo.
Segundo o documento, “o Primeiro-ministro, em conjunto com o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, limitou-se a receber o presidente da CIP, tendo tomado conhecimento da intenção da CIP de encomendar um estudo sobre a localização do novo Aeroporto de Lisboa”.
“O Primeiro-ministro apenas garantiu que o Governo tomaria em consideração o estudo promovido pela CIP, tal como faria relativamente a qualquer outro estudo credível, uma vez que não tinha ainda sido atingido o prazo de irreversibilidade na decisão de construir o novo Aeroporto de Lisboa”, esclarece a nota.
“É também absolutamente falsa a ideia segundo a qual teria sido o Governo a combinar com a CIP a própria realização do estudo, que constitui uma iniciativa da sociedade civil”.
Recorde-se que numa entrevista recente à Rádio Renascença, Canal 2 e ao jornal ‘Público’, o presidente da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira, afirmou que a CIP decidiu, em conformidade com o Governo, promover sozinha o estudo sobre a Ota, deixando de fora duas outras associações empresariais, incluindo a do Porto.
O responsável referiu ainda que, na sequência dessa negociação, foi retirada a hipótese ‘Portela 1’, que prevê a manutenção do actual aeroporto e a construção de infra-estruturas complementares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)