Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Sócrates deve defender Orçamento

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, desafiou este sábado o primeiro-ministro, José Sócrates, a defender o Orçamento Suplementar no Parlamento, condiserando que se trata de uma proposta de “decepções”.
17 de Janeiro de 2009 às 13:20
Paulo Portas considerou que orçamento é uma proposta de "decepções"
Paulo Portas considerou que orçamento é uma proposta de 'decepções' FOTO: Manuel de Almeida/Lusa

“Eu considero que os portugueses têm direito a que seja o primeiro-ministro e mais ninguém a defender na Assembleia da república o orçamento rectificativo. Já chega de ser o primeiro-ministro a fazer o discurso das ilusões e depois encomendar aos seus ministros os discursos das decepções em termos económicos e sociais”, disse Paulo Portas à chegada ao congresso do CDS-PP, que decorre este fim-de-semana nas Caldas da Rainha.

Portas sublinhou que já há dois meses “a previsão para o crescimento económico não tinha adesão à realidade” e que a “projecção das receitas fiscais é fantasiosa”. “Uma economia sem consumo, sem negócios, não gerava aquelas receitas que só se tornariam possíveis com uma extorsão. Agora, os portugueses podem avaliar quem é que tinha feito as contas ou não tinha feito as contas e não as tinha mostrado”, argumentou.

Ontem, o Governo apresentou um Orçamento Suplementar que prevê um défice de 3,9 por cento em 2009, corrigindo em alta a estimativa de 2,2 por cento constante no Orçamento de Estado apresentado em Outubro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)