Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Sócrates garante que Amado fica

Abandonar o Governo é uma "coisa sem sentido." O primeiro-ministro, José Sócrates, garante que o seu número três, Luís Amado, se mantém no Executivo, e qualquer anúncio de saída é especulativo. "O ministro Luís Amado expressou um ponto de vista, com o qual eu discordo, e não vem nenhum mal ao Mundo a propósito disso", frisou ontem o chefe do Executivo em Trancoso.
6 de Junho de 2010 às 00:30
José Sócrates e Luís Amado
José Sócrates e Luís Amado FOTO: Lusa

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros não esteve presente no último debate quinzenal em que o chefe de Governo assumiu que não concordava com a ideia de Amado de introduzir na Constituição um limite de endividamento público. Primeiro foi criticado pela bancada do PS e depois pelo líder. "Isso [a ideia de Amado] não faz sentido nenhum porque nós já temos uma obrigação a nível comunitário", referiu Sócrates.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)