Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Sócrates insiste no TGV

José Sócrates rejeitou esta quinta-feira que o PS tenha deixado cair as grandes obras públicas como o TGV, frisando que estas continuam a ser uma "prioridade", mas que têm de ser adaptadas às atuais "condições de financiamento".
28 de Abril de 2011 às 12:54
sócrates, eleições, TGV
sócrates, eleições, TGV FOTO: DR

Questionado no Fórum TSF sobre a ausência de referências diretas no  programa eleitoral dos socialistas ao TGV, 3.ª travessia do Tejo e novo  aeroporto, José Sócrates começou por sublinhar que o país "não pode abandonar  a tarefa" de modernizar as infraestruturas de transporte, para que a "economia  esteja mais perto dos mercados europeus".  

"Se o país não considerar estratégico tudo o que diz respeito a infraestrutura  logística aeroportuária, ferroviária ou portuária, isso constituiria um  erro. O que pusemos no nosso programa é que estas infraestruturas devem  continuar a ter uma prioridade no investimento público. Simplesmente devem  ser agora adaptadas ao novo momento que vivemos e às condições de financiamento", explicou o primeiro-ministro.

No caso do troço da alta velocidade Poceirão-Caia, sublinhou, Portugal  já tem o financiamento assegurado, quer dos fundos comunitários, quer dos  consórcios bancários, com 'spreads' e taxas muito reduzidos. "Não posso estar de acordo que tivéssemos abandonado isso. O que digo  é que essa é uma prioridade que permanece mas devemos agora adaptá-la às novas condições financeiras", reforçou.

sócrates eleições TGV
Ver comentários