Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Sócrates "não teme divulgação de escutas"

O secretário-geral do PS, José Sócrates, afirmou este sábado, perante a Comissão Nacional, que nada teme sobre a divulgação de escutas no âmbito do processo "Face Oculta".
20 de Fevereiro de 2010 às 13:19
Sócrates alegou que campanha "representa um ataque" à democracia e ao sistema judicial
Sócrates alegou que campanha 'representa um ataque' à democracia e ao sistema judicial FOTO: Sérgio Lemos

"Não temos nada a temer com a divulgação de escutas", afirmou José Sócrates, citado por membros da Comissão Nacional.

Tal como já tinha afirmado na reunião de quinta-feira com o grupo parlamentar, o secretário-geral voltou a insurgir-se contra "as violações do segredo de justiça" e frisou que a campanha "representa um ataque" aos sistemas democrático e judicial.

Aos militantes socialistas, José Sócrates falou ainda do Orçamento de Estado para 2010 para dizer que não aceira que a proposta seja "desvirtuada" pelas forças da oposição nas votações na especialidade.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)