Sócrates sobre mestrado em Sorbonne: “É difícil tirarem-me o que nunca tive"

Antigo primeiro-ministro garante que tirou o seu mestrado na Universidade Science Po.
16.02.19

O antigo primeiro-ministro José Sócrates garante que a Universidade de Sorbonne não lhe pode retirar o seu mestrado pois não frequentou este estabelecimento de ensino.

O antigo governante reagiu, deste modo, à notícia do Expresso que avançava que a referida universidade admitia vier a anular a tese de Sócrates. "Temos conhecimento do processo judicial contra o Sr. Sócrates, que inclui a acusação de branqueamento de capitais [em pagamentos feitos] a favor do Sr. [Domingos] Farinho, suspeito de ter contribuído para a tese de Sócrates", revelou a Sorbonne ao semanário.

"Nesta manhã de sábado cumpro o que se vem tornando uma habitual tarefa – desmentir a manchete do Expresso", diz o comunicado enviado por José Sócrates, através do advogado João Araújo.

"[É] difícil tirarem-me o que nunca tive. O meu mestrado foi obtido em Sciences Po", explicando que o seu mestrado em Ciência Política foi tirado no Institut d’Etudes Politiques de Paris.

No mesmo comunicado, o antigo secretário-geral socialista diz, "pela enésima vez", que Farinho "não escreveu nenhuma parte original" e que a sua participação se limitou à "ajuda de revisão, formatação e aparato técnico do texto". Algo semelhante "às sugestões de dezenas da amigos" que também leram a sua tese sobre a tortura: Perdre La ‘Confiance Dans Le Monde’ — Discussion sur la torture en Démocratie

O Ministério Público suspeita que Sócrates terá pagado a Domingos Farinho, professor da Faculdade de Direito de Lisboa, 40 mil euros entre janeiro e agosto de 2013 pela ajuda na elaboração da tese. Ao MP, o docente afirmou que se limitou a fazer o "trabalho normal de uma revisão formal de uma tese" e, quando muito, "quase uma espécie de co-orientação".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!