Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Sondagem: Sócrates e Governo com nota negativa

A avaliação do desempenho de José Sócrates atingiu o ponto mais baixo dos últimos cinco meses, com 8,3 valores numa escala de 0 a 20.

7 de Fevereiro de 2010 às 17:01
José Sócrates
José Sócrates FOTO: João Cortesão

A  expectativa no Governo acompanha, em terreno negativo, o líder socialista,  assim como a popularidade dos ministros das áreas económicas, com especial destaque para o responsável pela pasta das Finanças, Teixeira dos Santos, que reúne apenas 8,3 valores.

Este é o resultado de uma sondagem CM/Aximage, realizada entre 2 e 5 de Fevereiro, dias marcados pela polémica em torno da Lei das Finanças Regionais. 

FICHA TÉCNICA

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel. 

Amostra: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 600 entrevistas efectivas: 267 a homens e 333 a mulheres; 140 no interior, 226 no litoral norte e 234 no litoral centro sul; 180 em aldeias, 208 em vilas e 212 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido entre os dias 2 e 5 de Fevereiro de 2010, com uma taxa de resposta de 74,9%.

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 600 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma “margem de erro” - a 95% - de 4,0%).


Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.

 

Conheça todos os pormenores e conclusões na edição do 'Correio da Manhã' desta segunda-feira.

Ver comentários