Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

“Sou candidato ao Porto e só ao Porto”

"Sou candidato ao Porto e só ao Porto. Não sou candidato ao Parlamento Europeu, nem à Assembleia da República”, foram as primeiras palavras do discurso de recandidatura de Rui Rio, ontem, num hotel do Porto.
20 de Maio de 2009 às 00:30
A sala do hotel, onde apresentou a candidatura, recebeu centenas de apoiantes e dirigentes do PSD e do CDS
A sala do hotel, onde apresentou a candidatura, recebeu centenas de apoiantes e dirigentes do PSD e do CDS FOTO: Estela Silva/Lusa

O candidato, apoiado pela coligação PSD/CDS-PP, nem precisou de  muita imaginação para abrir as hostilidades de campanha e até o slogan do cartaz foi inspirado nas decisões da  adversária socialista.

Elisa Ferreira ofereceu-lhe o tema ao apresentar-se simultaneamente como candidata à Câmara do Porto e ao Parlamento Europeu, num quarto lugar considerado elegível.

“Não estou com um pé cá e outro lá. Estou, como sempre estive, com os dois pés bem assentes no Porto”, citando mesmo a justificação de Elisa aos eleitores: “Eu só lá vou dar o nome e volto”, disse Elisa no sábado. Ontem, Rio respondeu: “O Porto nunca aceitou, nem aceitará, servir de apeadeiro”, garantiu o actual presidente da câmara da Invicta.

Rui Rio garantiu que cumprirá o mandato até ao fim.

REACTIVAR O EXTINTO PROJECTO 'PORTO FELIZ'

Rui Rio não apresentou o programa eleitoral nem a lista. Ontem deixou apenas a convicção que não haverá grandes alterações e duas promessas eleitorais. Uma  é reactivar  o programa de combate à toxicodependência ‘Porto Feliz’, que foi extinto por decisão da tutela.

“O resultado está à vista, as ruas da cidade voltaram a encher-se de arrumadores”, referiu Rui Rio. 

Uma outra promessa é dar prioridade à reabilitação urbana da Baixa portuenses. Adiantou ainda que há dois grandes projectos na área da cultura, que revelará oportunamente durante a campanha.

PORMENORES

FERREIRA LEITE 

A líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, esteve presente e confiante na maioria absoluta de Rio. Considerou a candidatura de Elisa “bastante infeliz”.

MANDATÁRIO VEIGA

Miguel Veiga, histórico do PSD-Porto, é também pela terceira vez o mandatário de campanha.

Ver comentários