Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Subsídios ilegais na mira da Justiça

O Ministério Público de Aveiro fez buscas na sede da SAD do Beira--Mar, no Estádio Municipal de Aveiro, no âmbito de uma investigação por subsídios alegadamente ilegais.
3 de Maio de 2013 às 01:00

A denúncia tinha sido feita em setembro do ano passado, por deputados da Assembleia Municipal do PS de Estarreja, e dizia respeito à atribuição de duas verbas, no total de 38 mil euros, em forma de apoio publicitário. O dinheiro foi dado pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), presidida por Ribau Esteves, atual candidato à autarquia aveirense pelo PSD.

O processo está a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Aveiro que decidiu avançar para a apreensão dos documentos, sem solicitar a colaboração de qualquer órgão de polícia criminal. Em novembro passado, Pedro Vaz, um dos denunciantes, já tinha sido ouvido.

"Entendemos avançar para a Justiça porque ninguém está acima da lei. Além disso, num contexto de crise, é ética e moralmente reprovável este apoio ao futebol profissional. Foi uma estratégia de Ribau Esteves para ganhar votos", disse Pedro Vaz ao CM, dando conta de que questionaram a legalidade do ato desde o primeiro momento. "Avançámos para o pedido de anulação do ato administrativo. Entendemos que o dinheiro deve ser devolvido". Refira-se ainda que o protocolo previa a entrega à CIRA de 19 lugares em camarote "prestige" no Estádio Municipal de Aveiro, 40 bilhetes e lugares de estacionamento em zona VIP.

MINISTÉRIO PÚBLICO AVEIRO JUSTIÇA
Ver comentários