Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

"Temos visões distintas do que é a União Europeia": Costa sobre dificuldade do acordo de recuperação económica

Primeiro-ministro espera que o Conselho Europeu chegue hoje a um compromisso sobre o plano de resposta europeia à crise da covid-19.
Mariana Ferreira e Lusa 19 de Julho de 2020 às 10:27
António Costa participa no Conselho Europeu
António Costa participa no Conselho Europeu FOTO: Reuters
António Costa afirmou, este domingo em Bruxelas, que a dificuldade em chegar a uma acordo de recuperação económica após a crise da covid-19 acontece porque os países têm "visões distintas do que é a União Europeia".

O primeiro-ministro explicou que não se pode "reduzir mais do que é a capacidade necessária de responder a uma crise desta dimensão (...) temos que ter uma resposta robusta perante a dimensão da crise, senão é estar a criar uma ilusão".

Costa recorda que "ninguém sabe se estamos a meio ou no princípio da crise".

O primeiro-ministro português disse esperar que o Conselho Europeu chegue hoje a um compromisso sobre o plano de resposta europeia à crise da covid-19, advertindo que "será uma péssima notícia" para a Europa se tal não acontecer.

Em declarações à partida para o terceiro dia de cimeira em Bruxelas, António Costa disse acreditar que há "uma boa vontade de todos em que haja um acordo" sobre o próximo orçamento plurianual da UE e o Fundo de Recuperação, mas notou que tal exige um esforço negocial cada vez maior, pois alguns Estados-membros têm hoje uma "visão utilitarista" do projeto europeu.

Considerando que "o dia de hoje é obviamente o dia conclusivo", pois "ninguém vai cá ficar para amanhã", segunda-feira, Costa considerou então imperioso "conseguir fechar esse acordo" durante as próximas horas.



Merkel diz ser "possível" que não haja acordo hoje apesar da "boa vontade"

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse hoje ser "possível" que os líderes europeus, reunidos em Bruxelas pelo terceiro dia, não cheguem a acordo sobre a recuperação económica após a crise da covid-19, apesar de destacar a "boa vontade".

"Há muito boa vontade, [...] mas também é possível que nenhum resultado seja alcançado hoje", afirmou Angela Merkel, falando à entrada da cimeira extraordinária de chefes de Governo e de Estado da União Europeia (UE), em Bruxelas.

"Penso que ainda é possível chegar a um bom compromisso", diz Macron

O Presidente francês, Emmanuel Macron, considerou hoje que "ainda é possível" chegar a um "bom compromisso" na cimeira de líderes europeus sobre recuperação económica dada a crise da covid-19, mas avisou que os valores europeus não devem ser afetados.
Ver comentários