Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

TRIBUNAL OUVE EX-MINISTRO

O ex-ministro da Educação Marçal Grilo reconheceu ontem, no julgamento do caso Moderna, que o seu antigo assessor e ora arguido, Pedro Garcia Rosado, tinha livre acesso a toda a informação do Ministério da Educação (ME) e ao faxe do seu gabinete.
21 de Março de 2003 às 00:00
Pedro Gracia Rosado é um dos 13 arguidos do caso e está acusado do crime de corrupção passiva, por alegadamente ter transmitido, designadamente por faxe, informação privilegiada do ME a responsáveis da universidade, a troco de dinheiro.

A testemunha relatou que, quando o escândalo rebentou nos jornais Garcia Rosado sempre lhe garantiu não ter ligações à Moderna, a não ser como uma pessoa que tinha estado na Moderna e fora "grande amigo do seu pai", tratando-se do antigo gestor Vieira Machado. O ex-ministro admitiu que Garcia Rosado lhe ocultou que "ia ao escritório de José Braga Gonçalves" e conhecia o então patrão da Moderna, mas sublinhou que o ex-assessor não tinha a obrigação de lhe comunicar a vida privada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)