Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

UE quer maior integração europeia

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, reclamou esta terça-feira um aprofundamento da integração europeia para superar a actual crise económica, que classificou como "a maior ameaça" de sempre com que a União Europeia se confrontou.
26 de Junho de 2012 às 12:03
Durão Barroso é o presidente da Comissão Europeia
Durão Barroso é o presidente da Comissão Europeia FOTO: d.r.

"Esta crise é a maior ameaça a tudo aquilo que alcançámos através da construção europeia ao longo dos últimos 60 anos. Confrontados com esta dura realidade, ficar parados não é uma opção. É necessário um salto em frente", afirmou, durante um conferência organizada pelo grupo de reflexão European Policy Center, em vésperas da cimeira de líderes europeus, de quinta e sexta-feira.

Segundo o presidente do executivo comunitário, esse "salto" deve começar através de uma união bancária.

"Para estabelecermos uma autêntica União Económica e Monetária, penso que necessitamos de uma união bancária, uma união orçamental e mais passos rumo a uma união política. O primeiro destes blocos que pode ser alcançado rapidamente sem mudanças nos Tratados é uma moldura financeira integrada, uma união bancária", defendeu.

De acordo com Durão Barroso, a crise expôs a falta de coordenação ao nível da supervisão, e, como resposta, a arquitetura europeia neste campo foi "significativamente melhorada", mas agora é necessário ir mais além.

UE Barroso Bruxelas Orçamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)