Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

VEREADORES DA CML ATACAM MARCELO

“As afirmações do professor Marcelo pecam pela falta da verdade e chocaram os colaboradores do presidente da Câmara”, disse ao CM Helena Lopes Costa, veredora de Acção Social da Câmara Municipal de Lisboa (CML).
13 de Maio de 2003 às 00:00
As críticas de Marcelo Rebelo de Sousa a Pedro Santana Lopes, proferidas no espaço semanal de comentários na TVI, estão a provocar polémica no seio do PSD, nomeadamente nos colaboradores mais próximos de Santana Lopes, que vêem nas acusações de Marcelo “um ataque a todo o executivo da CML e ao trabalho aí realizado”.
O ex-presidente social-democrata acusou o autarca da capital de “truculência” e “perder a cabeça” e “a camada de charme”, em relação à questão do casino de Lisboa, para além de considerar que Santana seria “ignorante e mal preparado em alguns ‘dossiers’”. Marcelo foi mais longe, ao referir que Santana, “quando fica perturbado ou acossado, vêm ao de cima os defeitos: a superficialidade ou ignorância em alguns ‘dossiers’, instabilidade e mudança de posição e, quando acossado, um estilo muito truculento, muito trauliteiro”. Defeitos que, a seu ver, não encaixam num perfil presidenciável. Helena Lopes da Costa afirma que “foram críticas excessivas e que não têm fundamento”, considerando o presidente da Câmara como “uma pessoa muito bem preparada, letrada, cordial, afável, empenhada e prudente nas decisões que toma”. As afirmações de Marcelo não são mais que “guerras pessoais, que não deviam ser tratadas num espaço como é o jornal da TVI”. Ao criticar Santana Lopes da forma que o fez, “está a dizer que o presidente enganou a maior parte dos lisboetas”, refere a vereadora. Helena Lopes da Costa acrescenta que “só quem nunca desempenhou cargos executivos é que não sabe como é que as coisas funcionam”, não percebendo o porquê dos ataques de Marcelo na noite de domingo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)