Correio da Manhã

Incêndio junto ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios
Foto: Nuno André Ferreira
Santuário esteve em risco
Foto: Nuno André Ferreira
Santuário esteve em risco
Por Manuel Jorge Bento | 9 de Setembro de 2017 às 09:02
  • Partilhe
Homem de 62 anos usou isqueiro e foi detido pela Judiciária.

Queria limpar os terrenos dentro da propriedade do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, e usou um isqueiro para atear um incêndio, a 5 de agosto, que colocou o próprio templo em perigo. O suspeito, um desempregado de 62 anos, foi detido pela Polícia Judiciária de Vila Real. Vai ser este sábado presente ao Tribunal de Viseu.

Só a rápida intervenção de populares e funcionários do santuário, bem como dos bombeiros, impediu que as chamas tomassem maiores proporções. O incêndio colocou ainda em perigo uma vasta mancha florestal com mais de cem espécies de árvores, bem como outras instalações urbanas.

Só este ano, a PJ de Vila Real já deteve 28 suspeitos de incêndio florestal - um número bastante superior à média dos últimos anos, que rondava 15 a 20 detenções.

Já a PJ do Centro anunciou ontem a detenção de um madeireiro que ateou um incêndio que destruiu 800 metros quadrados de floresta, em Paradela de Lorvão, Penacova, com um cigarro, e um servente de pedreiro que ateou quatro fogos, em Silgueiros de Bodiosa, Viseu, e em Vilar, Vouzela.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE