Correio da Manhã

Portugal
Conteúdo exclusivo para Assinantes
Se já é assinante faça LOGIN
Assine Já
Polícia Judiciária vai vigiar aeródromo de Tires 24 horas por dia
Por Octávio Lopes | 1 de Março de 2021 às 01:30
Exclusivos
Foto: Pedro Catarino Aeródromo de Tires fica localizado no concelho de Cascais
Conteúdo exclusivo para Assinantes Assine já Se já é assinante faça LOGIN

1/2

Exclusivos
Foto: Pedro Catarino Aeródromo de Tires fica localizado no concelho de Cascais
Exclusivos
Foto: direitos reservados Falcon 900 B tinha 587 quilos de cocaína

1/2

Autarca diz ao CM que já cedeu à Judiciária um espaço para vigiar aeródromo de onde saiu avião apanhado com ‘coca’ no Brasil.

O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse este domingo ao CM que já existe um acordo com a direção da Polícia Judiciária (PJ) para a cedência de um espaço no Aeródromo de Tires. A ideia, vincou, é formar um ‘piquete’ de inspetores que, durante 24 horas por dia, vigie as movimentações de aeronaves e passageiros que chegam e saem do aeródromo.

“Tratou-se de conversas anteriores à descoberta do caso do avião Falcon 900 B”, explicou Carlos Carreiras, referindo-se ao processo do avião onde seguia João Loureiro, ex-presidente do Boavista, que está apreendido em Salvador, no Brasil, por levar na fuselagem 587 quilos de cocaína. A aeronave teria Tires como destino, mas contemplava escalas em Cabo Verde e em Toulouse, França. Tal plano de voo, contudo, terá sido chumbado pela ANAC - Autoridade Nacional da Aviação Civil.

O CM sabe ainda que o Falcon 900 B já tinha passado pelo aeródromo do concelho de Cascais. Pelo menos uma vez foi submetido a um controlo com raio-x para a deteção de droga, que não produziu resultados.

De acordo com Carlos Carreiras, o aeródromo conta atualmente com vigilância, não permanente, da PJ, PSP e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. A ideia agora, com a cedência à Polícia Judiciária de um espaço pela empresa Cascais Dinâmica (empresa municipal que gere a instalação aérea), é que haja sempre inspetores a monitorizar os voos. Por decidir está a data em que a Judiciária irá começar o trabalho de vigilância permanente em Tires.

pormenores
SEF na Marina 
O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem um posto na Marina de Cascais e vai ao aeródromo sempre que é chamado para fiscalizar documentalmente passageiros.

DCIAP investiga 
O Departamento Central de Investigação e Ação Penal do Ministério Público abriu inquérito-crime à apreensão de cocaína no avião da empresa Omni na cidade de Salvador, Brasil.

Segurança
Carlos Carreiras garantiu ao CM que durante os seus mandatos tem vindo gradualmente a implementar medidas de reforço de vigilância e aumento da segurança no aeródromo.
O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse este domingo ao CM que já existe um acordo com a direção da Polícia Judiciária (PJ) para a cedência de um espaço no Aeródromo de Tires. A ideia, vincou, é formar um ‘piquete’ de inspetores que, durante 24 horas por dia, vigie as movimentações de aeronaves e passageiros que chegam e saem do aeródromo.



Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso ao epaper, a todos os conteúdos exclusivos do site no pc, tablet e smarphone
Pub
Pub