Correio da Manhã

Promete amor para sacar fortuna a idoso
Foto Ricardo Cabral
Arguida conheceu idoso em lar e escreveu-lhe várias cartas de amor
Por Ana Isabel Fonseca | 01:30
  • Partilhe
Mulher transferiu dinheiro do homem para a sua conta e roubou-lhe diversas joias.

Angelina Fonseca conheceu o idoso num lar, no Porto, onde era funcionária e onde aquele esteve entre 2006 e 2009.

O homem revelou-lhe que tinha uma fortuna e a arguida engendrou um plano para o roubar. Jurou que o amava e foram viver para a casa da vítima, em Rio Tinto, Gondomar, onde Angelina, hoje com 38 anos, passou a trabalhar como empregada. Até 2014, a mulher apoderou-se de 128 mil euros do idoso em dinheiro e joias.

A arguida está agora acusada de dois crimes de burla qualificada, um na forma consumada e outro na forma tentada, um crime de burla informática e outro de furto. Começa a ser julgada este mês. A vítima, António Queijo, morreu em 2015 com 85 anos, sendo que são os seus filhos que exigem agora ser ressarcidos pela arguida. Todo o dinheiro desviado foi gasto em bens de luxo e em viagens que a mulher fez com o companheiro.

"A arguida queria apoderar-se do património da vítima e escreveu-lhe cartas de amor, criando em António a ilusão de que era amado e de que poderia voltar para casa para terem uma relação de namoro ou conjugal", diz a acusação.

O processo revela que, em 2012, a mulher apoderou-se da caderneta bancária do idoso e do código e fez vários levantamentos da sua conta no valor de mais de 19 mil euros. Já em 2014, a arguida convenceu o homem a levantar certificados de aforro no valor de 250 mil euros. Conseguiu transferir 100 mil euros para a sua conta e preparava-se para passar o restante valor quando o banco em que o idoso tinha conta alertou os filhos do homem.

PUBLICIDADE
Nessa altura, Angelina foi denunciada às autoridades. Além do dinheiro das contas roubou ainda 1655 euros que o idoso tinha em casa e diversas joias avaliadas em sete mil euros.

A arguida contestou já no processo judicial a acusação do Ministério Público e diz que se encontra inocente.

PORMENORES
Encontraram joias
Durante as buscas à casa de Angelina, as autoridades encontraram joias, 30 mil euros e ainda vários bens de luxo que foram adquiridos com o dinheiro do idoso.

Muito envergonhado
No pedido de indemnização, os filhos dizem que o idoso se sentiu envergonhado e que sentiu um profundo desgosto.

Idoso não tinha noção
O funcionário do banco no qual a arguida, que está em liberdade, tentou transferir o resto do dinheiro percebeu que o idoso não tinha noção do que se passava.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE