Correio da Manhã

Câmara pondera obras em escola de Vila Nova de Famalicão
Foto Direitos Reservados
Por Liliana Rodrigues | 10:55
  • Partilhe
Alerta foi feito pelo diretor do agrupamento de escolas Camilo Castelo Branco.

A Escola EB 2,3 Júlio Brandão, em Vila Nova de Famalicão, precisa urgentemente de obras.

O alerta é feito por Carlos Teixeira, diretor do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco – onde está inserida a EB 2,3 Júlio Brandão que, este ano, comemora 50 anos de existência. Funciona no atual edifício desde 1987.

"Esta instituição é capaz de se reinventar, de acomodar a inovação como uma oportunidade e nunca com uma dificuldade. Os professores fazem um esforço tremendo, mas há coisas que são estruturais", sublinhou o responsável, que foi apoiado pelo presidente da Câmara Municipal, já que o autarca assegurou haver "vontade e empenho" nesta matéria.

"Este edifício precisa de intervenções, à semelhança de outros edifícios e outras escolas do concelho de Famalicão", começou por referir o edil Paulo Cunha, lembrando que se encontra a terminar o processo de reforma dos edifícios do 1º ciclo, iniciado há alguns anos.

"À semelhança do que fizemos no pré-escolar e no 1º ciclo, também estamos inteiramente disponíveis para fazê-lo noutros níveis de ensino, desde que nos sejam dados os meios e os recursos, nomeadamente financeiros, para que isso aconteça".

PUBLICIDADE
E foi mais longe: "Não é desejável que uma criança, quando começa a sua formação no pré- -escolar, tenha condições do ponto de vista físico que são totalmente distintas daquelas que vai ter no segundo ciclo, no terceiro e no secundário".

Nesse sentido, e sem se comprometer com promessas, defendeu "um processo contínuo e uma harmonia do ponto de vista do edificado que seja consequente com a harmonia que existe no projeto educativo, na assertividade da educação e na competência de todos os profissionais".

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE