Correio da Manhã

Escolas sobrelotadas e com falta de pessoal em Albufeira
Foto Pedro Noel da Luz
Foto Getty Images
Sala de aula
Por José Carlos Eusébio | 09:00
  • Partilhe
Agrupamento conta com 2460 alunos, mais cerca de duas centenas do que o desejável.

Existe uma sobrelotação de alunos e uma carência de assistentes técnicos no Agrupamento de Escolas de Albufeira, que integra cinco estabelecimentos de ensino. O alerta foi feito pela própria direção escolar, através de um comunicado à comunidade educativa. Os problemas também já foram reportados à tutela.

O diretor do agrupamento, Domingos Mendes, explica ao CM que existem, neste momento, "2460 alunos", quando o desejável seria de "2000, no máximo 2200". O agrupamento está, por isso, com dificuldades em colocar todas as transferências de alunos recebidas, na ordem das "três dezenas".

A situação de sobrelotação verifica-se desde o pré-escolar ao secundário. No comunicado à comunidade educativa, a direção do agrupamento salienta que a "Escola Básica e Secundária de Albufeira e a Escola Francisco Cabrita vão ter horários com algumas manhãs sem aulas devido ao excesso de turmas e falta de salas", adiantando que "regra geral as turmas também estão bastante cheias [algumas têm 30 alunos]".

No que se refere aos assistentes técnicos administrativos, Domingos Mendes frisa que, "no mínimo dos mínimos, devíamos ter 11 funcionários", mas apenas estão colocados "sete", com a agravante de existirem "três pessoas incompatíveis com o serviço", quer por motivos de baixa médica quer por estarem perto da reforma.

O diretor do agrupamento salienta que nas escolas, cujos funcionários são colocados pela câmara, "as coisas até têm estado normalizadas", mas o mesmo não se passa com os funcionários cuja contratação depende do Ministério da Educação.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE