Correio da Manhã

Falcão mantém pombos à distância no mercado de Coimbra
• Foto: Gonçalo Ermida / CMTV
Falcão mantém pombos à distância no mercado de Coimbra
Por Paula Gonçalves | 4 de Janeiro de 2020 às 08:42
  • Partilhe
Comerciantes e clientes elogiam solução encontrada pelo município para proteger a zona.

Madruga, um falcão de quatro anos, é o centro das atenções do Mercado Municipal D. Pedro V, em Coimbra. Entre clientes e comerciantes são vários os que pedem para fazer fotografias com a ave de rapina, mas a sua verdadeira missão é manter afastados os pombos do edifício.

Foi esta a solução encontrada pela câmara para manter os pombos à distância em dias de maior movimento. Madruga está no mercado desde meados de dezembro, às sextas-feiras e sábados, e não precisa de se esforçar muito para afastar as outras espécies. "Basta a presença na luva para causar impacto", garante o treinador, Luciano Vieira.  

Your browser doesn’t support HTML5 video

Falcão mantém pombos à distância no mercado de Coimbra


O dia de trabalho começa com uma ronda inicial para "ver como está a população de pombos", explica. Seguem-se uns "voos baixos e controlados" na entrada e cais, por onde entram as mercadorias. "Era por essa zona que entravam também os pombos", conta Luciano Vieira.

O falcão não está treinado para agredir. "O objetivo é apenas afugentar, não é matar", assegura o treinador. Refere, no entanto, que Madruga é uma ave de rapina: "Se caçar um pombo conseguimos fazer uma troca com um pedaço de carne."

PUB
A medida adotada pela autarquia, que contratou os serviços da TFalcon Madeira por 4400 euros em seis meses, agrada aos comerciantes. "Os pombos têm muito respeito pelo bicho. Enquanto ele cá está não entram", diz Maria Bento, comerciante. "Tinha de se encontrar uma medida", considera Rui Ranhel, dono de um talho. Fernando Alves recorda que antes da presença de Madruga, os pombos "até a carne do talho atacavam e sujavam tudo".

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE