Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

18 milhões investidos em central fotovoltaica em Albufeira

Parque solar vai produzir energia suficiente para abastecer mais de 8 mil habitações.
José Carlos Eusébio 24 de Outubro de 2020 às 09:36
Primeira pedra do novo equipamento foi lançada ontem pela empresa promotora do projeto e pela Câmara de Albufeira
Primeira pedra do novo equipamento foi lançada ontem pela empresa promotora do projeto e pela Câmara de Albufeira FOTO: Direitos Reservados
Um parque solar, com capacidade para abastecer de energia mais de oito mil habitações, vai ser construído em Paderne, no concelho de Albufeira. Está em causa um investimento de cerca de 18 milhões de euros, por parte da NextEnergy Capital, empresa de gestão de investimentos e ativos no setor das energias renováveis, com sede em Londres, no Reino Unido.

A central fotovoltaica vai ocupar uma área total de 28 hectares, no sítio do Escarpão, onde serão instalados 39.564 painéis solares. Terá uma capacidade de produção anual de 29.6 gigawatt-hora de energia elétrica, o que permitirá evitar a emissão de 9.620 toneladas de dióxido de carbono (CO2).

A primeira pedra do novo parque solar foi lançada esta sexta-feira, estando previsto que o mesmo entre em funcionamento no próximo ano. O promotor beneficia de um contrato de compra de energia por 10 anos.

"Temos de olhar cada vez mais para as potencialidades do nosso território, colocando-nos ao lado de investimentos como este, que constituem uma mais-valia", salientou, na ocasião, José Carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira.

Por seu turno, Filinto Martins, diretor-geral da empresa promotora do projeto, referiu que este investimento permite "concretizar a primeira operação em Portugal, um País com elevado potencial de crescimento na produção de energia solar e uma aposta da empresa para futuros investimentos".

A NextEnergy Capital , que efetuou este investimento através do fundo NextPower II, gere ativos solares de mais de 2 mil milhões de dólares, tendo já investido em mais de 200 centrais solares a nível global.
Ver comentários