Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes

Proprietário de um dos estabelecimentos afetados disse nunca ter visto “destruição tão grande”.
Francisca Genésio e Sofia Garcia 4 de Março de 2018 às 09:40
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
Agitação marítima em Setúbal destrói bares e restaurantes
A forte agitação marítima destruiu este sábado parcialmente dois estabelecimentos na praia de Galapos, em Setúbal. "Estou aqui há 30 anos e nunca vi uma destruição tão grande como esta", disse ao CM Paulo Ribeiro, proprietário de um dos espaços.

Também na praia do Portinho da Arrábida (Setúbal), o mau tempo deixou um rasto de destruição: o vidro de um restaurante partiu, devido ao impacto das ondas. Também um muro, que protegia as habitações, acabou por ceder.

A forte ondulação acabou por levar ao encerramento da Marginal entre Paço de Arcos e o Alto da Boa Viagem (Oeiras), pelo quarto dia consecutivo. Na Madeira, o vento forte obrigou o cancelamento de dezenas de voos. A chuva intensa provocou ainda um desabamento de terras na Amadora, o que levou ao corte de trânsito na rua Dr. João Corte Real, e em São Martinho do Porto a Barra foi fechada.

No Alentejo o mau tempo fez 11 inundações em Elvas e oito no distrito de Évora. De acordo com a Proteção Civil, entre as 18h00 de terça-feira e as 20h00 de sábado, foram registadas cerca de duas mil ocorrências devido ao mau tempo.
Ver comentários