Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Algarve espera levante para levar algas da praia

Banhistas queixam-se de ‘invasão’ de algas nos areais que costumam frequentar.
Ana Palma 16 de Agosto de 2019 às 08:42
Maré negra de algas invade praia da Rocha
Maré negra de algas invade praia da Rocha FOTO: Miguel Veterano
Desde o início da época balnear as algas têm vindo a ‘invadir’ as praias algarvias, sobretudo na zona do sotavento. Mas também chegaram ao barlavento, nomeadamente à praia da Rocha, em Portimão, onde se estenderam por quase um quilómetro, ao longo da linha de rebentação.

Apesar de se tratar de um "fenómeno natural e que não oferece qualquer perigo para os banhistas", conforme o CM apurou junto de fonte da Agência Portuguesa do Ambiente, a verdade é que as algas causam desconforto aos banhistas. No caso da praia de Monte Gordo, em Vila Real de Santo António (VRSA), o fenómeno é particularmente notório, uma situação que levou a autarquia a começar, esta quarta-feira à noite, a limpar o areal.

"A remoção das algas que se encontram no areal, dadas as características da zona, meios necessários envolvidos e a grande afluência de pessoas, só é possível ser feita no período noturno e quando a maré o permite", esclareceu a autarquia, adiantando que, "apesar de as algas serem removidas na sua totalidade do areal de noite e de manhã, após a maré encher novamente são, frequentemente, arrastadas novas algas e a situação permanece idêntica".

O facto de, nos últimos tempos, não ter havido ondulação de levante agrava a situação, pois a água do mar não é movimentada e as algas acumulam-se. Atualmente, há algas nas praias de Monte Gordo, Ilha de Tavira, Barril e Cabanas, entre outras. "O município de VRSA irá continuar a trabalhar para minimizar os incómodos causados pela presença de algas, tornando ainda mais aprazíveis todas as praias do concelho", adiantou a autarquia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)