Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Almada tem 2735 famílias à espera de realojamento

Opção da câmara não passa pela construção de bairros sociais mas pela compra de imóveis dispersos pelo concelho.
João Saramago 31 de Março de 2019 às 10:45
Almada viu crescer nos últimos 25 anos 43 novos bairros degradados, onde vivem milhares de pessoas
Imobiliárias confirmam que proximidade com Lisboa aumenta preços das casas em Almada
Almada viu crescer nos últimos 25 anos 43 novos bairros degradados, onde vivem milhares de pessoas
Imobiliárias confirmam que proximidade com Lisboa aumenta preços das casas em Almada
Almada viu crescer nos últimos 25 anos 43 novos bairros degradados, onde vivem milhares de pessoas
Imobiliárias confirmam que proximidade com Lisboa aumenta preços das casas em Almada
Almada conta com 62 bairros degradados onde vivem 2735 famílias, de acordo com um levantamento realizado pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) em 2017.

Para a vereadora da Habitação, Maria Teodolinda Silveira, cada um destes bairros "é um núcleo degradado, precário, sem saneamento, sem nenhumas condições de habitabilidade".

"Foram identificadas habitações que, embora não possam corresponder a uma estrutura feita de lata, são alojamentos que não têm casa de banho, que não têm nada", acrescentou.

Para resolver a questão da habitação degradada no concelho, a câmara está a candidatar-se aos programas Primeiro Direito e Porta de Entrada, dinamizados pelo Governo. Contudo, a vereadora da Habitação garante que não está nos horizontes a construção de bairros sociais.

A autarca aponta o modelo de compra de habitações dispersas no concelho, solução adotada recentemente no concelho vizinho do Seixal, para realojar os moradores de Vale de Chícharos, vulgarmente conhecido como bairro da Jamaica.

O problema - que tem nos bairros do Segundo Torrão e Terras da Costa a sua maior expressão - na visão da vereadora não pode ser resolvido em dois ou três anos e muitos menos sem a colaboração do Governo.

"É preciso conhecer o que existe do lado das necessidades", referiu, ao que acrescentou: "Conhecendo isto é avançar, devagar, com cuidados, com estudos feitos e com a perspetiva que as soluções são graduais."

O concelho de Almada registou desde 1994 o aparecimento de 43 novos bairros degradados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)