Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Amares 'serve' 35 mil doses de papas em quatro dias

Papas de sarrabulho é o prato típico do concelho. À sobremesa há doces de laranja.
Secundino Cunha 9 de Fevereiro de 2020 às 12:18
Papas de sarrabulho são confecionadas na tenda do festival
Papas de sarrabulho são confecionadas na tenda do festival FOTO: Simão Filho
A véspera dos jejuns quaresmais, em Amares, é marcada por um festival de papas de sarrabulho. O prato típico deste concelho e da região do Minho, em que o pão dá consistência a uma delicada mistura de carnes desfiadas.

Entre os dias 22 e 25 deste mês, de sábado à terça-feira gorda, oito restaurantes servem, numa tenda gigante instalada no recinto do mercado municipal, mais de 35 mil doses de papas de sarrabulho, assim como os rojões à moda do Minho e o vinho verde tinto da região. Também há branco loureiro, para quem preferir, sabendo-se que os vinhos ali servidos são produzidos neste concelho.

O festival, que se realiza desde 2002 (faz agora 18 anos), tem conhecido um crescimento continuado, esperando a organização (Câmara de Amares, Turismo do Porto e Norte de Portugal e Associação Comercial de Braga) a visita de mais do que as 30 mil pessoas registadas no ano passado.
O esquema, este ano, mantém-se idêntico ao de anos anteriores. Cada tigela de papas custa 3,5 euros, o prato de rojões à moda do Minho 4,5 euros e a tigela de vinho verde 1,5 euros. Ao todo, a refeição fica por dez euros.

Para além das papas e dos rojões, há à venda no recinto alguns dos produtos da terra, com particular destaque para os doces à base de laranja, o fruto emblemático deste concelho e que ali foi introduzido no séc. XII pelos monges de Cister.

Este é um dos certames gastronómicos de maior impacto na região do Minho, prevendo a organização que o volume de negócios seja superior a meio milhão de euros. As portas do evento abrem para o almoço de sábado, dia 22.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)