Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Associação Académica contra aumento de propinas na UAlg

Proposta, a votar ainda este mês na reunião do Conselho Geral da Universidade prevê subida de 965 para 1000 €.
João Mira Godinho 5 de Abril de 2016 às 12:07
Universidade do Algarve tinha tido último aumento de propinas há três anos
Universidade do Algarve tinha tido último aumento de propinas há três anos FOTO: Luís Costa
A Associação Académica da Universidade do Algarve (AAUAlg), que representa os estudantes da instituição, está contra a proposta de aumento da propina anual de 965 para 1000 euros.

Para a associação, caso a proposta – a ser votada, ainda este mês, no Conselho Geral da Universidade – seja aprovada, será "uma tomada de posição contra os valores da Constituição da República Portuguesa, assente na desresponsabilização do Estado enquanto garante de uma educação para o seus cidadãos de forma justa, inclusiva e democrática".


Referindo que "nada se pode apontar de negativo à reitoria da Universidade do Algarve [UAlg], em termos de gestão", a AAUAlg culpa o atual e anterior governos, pela "redução abrupta" das dotações para as instituições de ensino superior.

"Para 2016, constatamos que o Governo decidiu atribuir à UAlg exatamente o mesmo valor de verba do ano passado", refere a AAUAlg. Acrescentando que "foi retirada a oportunidade de solicitações de dotações de emergência para as instituições do ensino superior".


No entanto, a associação diz que, em vez de aumentar propinas, a UAlg deveria tentar obter "outro tipo de receita própria, com o aumento da aposta no financiamento de projetos, na prestação de serviços e na aposta em nova oferta formativa e internacionalização".

A AAUAlg destaca que ao valor cobrado tem de se acrescentar 25 euros da taxa de inscrição e seguro. Um preço que devia ser revisto, quando há instituições que apenas cobram 2 euros de seguro escolar, refere.
Associação Académica da Universidade do Algarve Universidade do Algarve Governo propinas estudantes
Ver comentários