Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Atraso nas obras de renovação de hospital preocupa a população de Valpaços

Utentes têm de recorrer às unidades hospitalares de Mirandela, Chaves ou Vila Real.
Patrícia Moura Pinto 3 de Dezembro de 2018 às 08:48
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
Fachada do hospital de Valpaços
"O hospital faz tanta falta em Valpaços como pão para a boca. Tenho muita pena daquelas pessoas que vivem nas aldeias e não têm possibilidades de deslocação porque os hospitais mais próximos são em Mirandela, Chaves ou Vila Real. As obras estão muito atrasadas e só acredito quando reabrir mesmo as portas", refere Sara Ferraz, de 67 anos. A unidade hospitalar deverá reabrir já em março.

O encerramento do hospital ocorreu a 11 de janeiro de 2011 e as várias manifestações da população não conseguiram que a estrutura continuasse em funcionamento.

A falta de condições foi um dos fatores decisivos para a sentença e, na altura, 40 funcionários ficaram desempregados, com a promessa de uma "reintegração em breve". Só em abril do ano passado foi lançado o concurso público para remodelação e ampliação. Em Valpaços, há quem acredite que, "com o andar das obras, não estará pronto em breve".

"É uma obra muito particular, com uma série de constrangimentos, atendendo à especificidade dos equipamentos e à legislação do setor. Cada serviço que iremos disponibilizar tem recursos técnicos próprios, que exigem mão de obra qualificada, nem sempre disponível. Mas estamos convictos de que as obras estarão concluídas no final do mês de março", referiu Amílcar Almeida, presidente da Câmara de Valpaços, que visitou as obras naquela unidade de saúde, na última semana.

Altamiro Claro, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Valpaços -, e o autarca Amílcar Almeida têm procurado constatar o ritmo de execução da empreitada, que custará 3,2 milhões de euros. Na apresentação do projeto, em julho de 2017, foi referido que o custo será dividido em partes iguais e que o Governo "não terá que investir absolutamente nada".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)