Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Bruxos e bruxas à solta na noite ‘assombrada’

Atelier de caracterização e chás de ervas para todos os males recebem os visitantes.
Ana Borges Pinto 30 de Outubro de 2017 às 08:43
Noite de diversão promete voltar a fazer as delícias dos visitantes que se deslocam até Vilar de Perdizes
Noite de diversão promete voltar a fazer as delícias dos visitantes que se deslocam até Vilar de Perdizes FOTO: Direitos Reservados
Bruxas, bruxos, diabinhos e figuras do além vão invadir, mais uma vez, a pacata aldeia de Vilar de Perdizes, no concelho de Montalegre, onde o Halloween à portuguesa, ou seja, a noite das bruxas, se vai festejar amanhã com pompa e circunstância.

A localidade, já conhecida pelas suas ligações ao oculto, vai estar decorada a rigor, com abóboras espalhadas pelas ruas, velas a iluminar caminhos obscuros, teias de aranha, morcegos e muitas bruxas. A receção aos visitantes está marcada para as 18h30.

É essa a altura em que poderão deslocar-se ao atelier de caracterização para retocarem as suas assustadoras máscaras e fantasias e onde será servido um chá de ervas para ‘todos os males’ deste e do outro mundo. Os jantares embruxados começam a partir das 19h30 nos restaurantes aderentes.

"Nessa noite temos a casa decorada, servimos pratos ‘assombrados’ e desafiamos o azar", explicou ao CM Cristina Santos, proprietária do Restaurante Larouco. Também no restaurante O Paço, a ementa ganha nova vida na noite de 31, onde o menu desafia para uma deliciosa carne esquartejada nas chamas do inferno, acompanhada pelo sangue de morto (vinho tinto).

"Sem dúvida que este evento é importante para economia local. É uma ajuda para suportamos os meses mais fracos", contou a gerente Guiomar Bernardes. O resto da noite é de festa com o cortejo embruxado, onde só os mais corajosos irão aguentar os sustos de morte, a luta entre mortos e vivos e o desafio do pão que o diabo amassou.

Por isso, até pode não se acreditar em bruxas mas, em Vilar de Perdizes, que as há, há.
Ver comentários