Casa do Gaiato de Beire impede utentes de ir ao médico

Segurança Social encerra instituição que não estava licenciada e retirou sete doentes.
Por Nelson Rodrigues|07.12.18
Quartos e casas de banho sem condições de higiene e salubridade, pessoas em camaratas sem aquecimento, um quadro de pessoal sem especialização para o tratamento de doentes mentais e utentes impedidos de se deslocarem ao médico de família.

Estes foram apenas alguns dos aspetos que levaram a Segurança Social a encerrar, esta quinta-feira, a Casa do Gaiato de Beire, em Paredes, com caráter de urgência.

Depois de, no início de novembro, terem sido retirados 22 utentes do estabelecimento, também chamado de Casa do Calvário, a Segurança Social e a GNR voltaram ao local, esta quinta-feira de manhã, e retiraram mais sete rapazes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!