Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Chumbada renovação para as redes de água de Loures e Odivelas

Sacavém e Santo António dos Cavaleiros "desesperam" há anos com ruturas nas condutas de águas.
Francisca Genésio 5 de Janeiro de 2018 às 08:41
Habitações
Habitações FOTO: Direitos Reservados
A renovação da rede de abastecimento de água nos concelhos de Loures e de Odivelas, prevista para este ano, não deverá acontecer, depois de o orçamento destinado aos Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos (SIMAR) ter sido chumbado pela Assembleia Municipal de Loures.

De acordo com o presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares (CDU), as populações de Sacavém e Santo António dos Cavaleiros, concelho de Loures, "desesperam há anos por esta renovação da rede de abastecimento de águas, porque têm problemas graves de ruturas de condutas, que só assim são resolvidas". Estava ainda previsto, no orçamento, "o reforço de viaturas com capacidade de recolha de monos, um grande problema no concelho de Loures, investimento em mais maquinaria e também a progressão da carreia dos trabalhadores", explicou ao CM o autarca.

Também o presidente da Câmara de Odivelas, Hugo Martins (PS), está "preocupado" com o chumbo, porque ficam em causa "investimentos como a construção de um reservatório na Ramada, a renovação da rede de abastecimento de água em várias freguesias e intervenções na rede de saneamento". O orçamento dos SIMAR previsto para 2018 era semelhante ao do ano passado, "rondava os 80 milhões de euros".

Depois do chumbo, os SIMAR vão ficar com o orçamento de 2017 porque "a lei assim o determina e não estão consagrados estes investimentos", explicou Bernardino Soares.

Os SIMAR servem 349 mil pessoas: 144 mil residentes no concelho de Odivelas e 205 mil no concelho de Loures.
Loures Odivelas Água
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)