Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Concurso único para ‘ponte do bispo’ que ligará Porto a Gaia vai avançar

Tribunal de Contas autoriza procedimento conjunto para a conceção e a construção da travessia.
Manuel Jorge Bento 7 de Janeiro de 2020 às 08:40
Futura ponte fará a ligação entre a zona do Areinho de Oliveira do Douro, em Vila Nova de Gaia, e Campanhã, no Porto
Vista do Porto, na margem do Rio Douro
Futura ponte fará a ligação entre a zona do Areinho de Oliveira do Douro, em Vila Nova de Gaia, e Campanhã, no Porto
Vista do Porto, na margem do Rio Douro
Futura ponte fará a ligação entre a zona do Areinho de Oliveira do Douro, em Vila Nova de Gaia, e Campanhã, no Porto
Vista do Porto, na margem do Rio Douro
O Tribunal de Contas autorizou que haja apenas um concurso público para a conceção e construção da futura ponte D. António Francisco dos Santos sobre o rio Douro, revelou esta segunda-feira o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia.

"Acredito que os projetos de especialidade fiquem prontos no primeiro trimestre e o concurso deve avançar este ano", indicou Eduardo Vítor Rodrigues. No anúncio formal da nova travessia, em abril de 2018, os autarcas de Porto e Gaia tinham indicado que seriam lançados dois concursos - um para a conceção e outro para a construção.

De acordo com Eduardo Vítor Rodrigues, o Tribunal de Contas advertiu que o modelo de concurso que junta a conceção e a construção poderá "limitar a concorrência".

Mas, "dada a dimensão do projeto em causa, compreenderam que há vantagens como o facto de ser a mesma equipa, com engenheiros e arquitetos, a trabalhar o projeto do início ao fim".

Já em dezembro, o presidente da Câmara do Porto tinha indicado que a solução de procedimento único estava a ser equacionada. Rui Moreira explicou que, de outra forma, correr-se-ia o risco de o júri escolher um projeto arquitetónico "muito bonito, uma coisa fantástica", mas depois ficar "por aqui". Já Eduardo Vítor Rodrigues explicou esta segunda-feira que o objetivo é "evitar derrapagens de tempo como na Casa da Música ou na Torre de Belém".

A futura ponte homenageará o antigo bispo do Porto e custará 12 milhões de euros - 26,5 milhões incluindo os acessos, assumidos integralmente pelas duas câmaras.

Será construída entre Campanhã, no Porto, e o Areinho de Oliveira do Douro, em Gaia.
Ver comentários