Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Dormir no Porto custará mais dois euros por noite

Após consulta pública, taxa turística vai ser discutida esta terça-feira na reunião de câmara.
Aureliana Gomes e Secundino Cunha 12 de Dezembro de 2017 às 08:58
Porto
Porto FOTO: Direitos Reservados
A partir de dia 1 de março de 2018, quem pernoitar na cidade do Porto vai pagar mais dois euros por dormida. O regulamento da Taxa Municipal Turística vai ser discutido esta terça-feira, na reunião do executivo, e será depois submetido à Assembleia Municipal para aprovação.

Após um período de consulta pública de 30 dias, a autarquia pretende avançar com a taxa de dois euros por dormida, até um período máximo de sete noites e a cobrar a hóspedes com mais de 13 anos. Segundo o regulamento, o objetivo é prevenir a degradação da cidade e evitar uma excessiva ocupação.

No documento pode ler-se que devido "à obrigatoriedade de continuar a assegurar o Porto como um destino de referência sustentável" e ao "desgaste inerente à pegada turística", a cidade tem de "assegurar fontes de financiamento". A autarquia portuense propõe, no entanto, que os hóspedes cuja estadia seja motivada por tratamentos médicos não paguem e que esta medida se estenda a um acompanhante. Ficarão ainda isentas de pagamento as pessoas com uma incapacidade superior a 60 por cento.

O Porto é o primeiro concelho do Norte a aplicar a taxa turística e será o único ao longo dos próximos anos. Em Braga, a câmara admite discutir o assunto, mas considera que, antes de aplicar qualquer taxa, é necessário consolidar o crescimento turístico que se verifica.

"O turismo tem crescido muito, mas a aplicação de qualquer taxa poderia funcionar como barreira a esse crescimento, que pretendemos acentuar e consolidar. No entanto, essa questão não está fora dos nossos horizontes", disse ao CM o presidente da câmara, Ricardo Rio.
Porto alojamentos câmara taxa turística
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)