Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Duas centrais solares projetadas para Lagos

Megaprojeto da empresa Hyperion representa um investimento estimado em 63 milhões de euros.
José Carlos Eusébio 14 de Março de 2017 às 08:40
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Grupo chinês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim, na maior central solar da Europa, sem tarifa subsidiada
Um megaprojeto de energia solar, que contempla a construção de duas centrais fotovoltaicas, está previsto para a zona de Bensafrim (Lagos), representando um investimento de 63 milhões de euros. O estudo de incidências ambientais encontra-se em consulta pública desde ontem e decorre até dia 7 de abril.

Está em causa a instalação de uma central fotovoltaica de tecnologia de alta concentração, com um sistema de seguimento do sol, e de uma outra de tecnologia tradicional, totalizando uma produção média 94,4 GWh/ano. Será ocupada uma área de cerca de 250 hectares na Herdade da Saberosa.

O projeto é da empresa Hyperion, que tem à sua frente João Talone, antigo administrador da EDP. Em termos de postos de trabalho, apenas deverão estar afetos à exploração, em média, entre uma a três pessoas. Os deputados do Bloco de Esquerda João Vasconcelos e Jorge Costa receiam, no entanto, que este projeto possa representar um custo para os consumidores, pelo que decidiram questionar, por escrito, o Governo sobre o assunto.

Os deputados realçam que, "considerando a potência a instalar em Lagos e os prazos e níveis de subsidiação que eram habitualmente atribuídas em projetos deste tipo até à vigência do atual Governo, poderemos estar perante um custo adicional para os consumidores na ordem dos 100 milhões de euros ao longo de 20 anos".

Entretanto, tal como o CM já noticiou, um grupo chinês e irlandês vai investir 200 milhões de euros em Alcoutim na construção da maior central solar da Europa, mas, neste caso, sem tarifa subsidiada.
Bensafrim Hyperion Lagos centrais solares João Talone Herdade da Saberosa economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)