Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Entrecampos custa 274 milhões à Fidelidade

Seguradora de capital chinês comprou todos os lotes de terreno que estavam a concurso.
Miguel Balança 13 de Dezembro de 2018 às 08:48
Terrenos da Feira Popular
Feira Popular
Local da antiga Feira Popular
Feira Popular de Lisboa
Terrenos da Feira Popular
Feira Popular
Local da antiga Feira Popular
Feira Popular de Lisboa
Terrenos da Feira Popular
Feira Popular
Local da antiga Feira Popular
Feira Popular de Lisboa
À quarta tentativa foi consumada a venda dos terrenos de Entrecampos, entre os quais os que albergavam a Feira Popular de Lisboa. Numa operação que garante à Câmara Municipal de Lisboa (CML) o encaixe direto de 273,9 milhões de euros, a Fidelidade - controlada pelo grupo chinês Fosun - arrematou esta quarta-feira as quatro parcelas de terrenos em hasta pública.

Os três lotes correspondentes à área da antiga Feira Popular custaram à companhia de seguros 238,5 milhões de euros, montante a que se somam os custos da aquisição de uma parcela próxima, na avenida Álvaro Pais, arrematada por 35,4 milhões de euros.

Com uma área de 11 500 metros quadrados, a denominada ‘Parcela A’ foi o único dos lotes da antiga Feira a motivar uma oferta das três entidades a concurso - com um preço base de 46,1 milhões de euros, a Fidelidade arrematou os terrenos com uma proposta de 83,1 milhões de euros, batendo a MPEP e a Dragon Method. Adquirido pela proposta recorde de 88,3 milhões de euros, o segundo lote a leilão superou os 47,3 milhões fixados como base de licitação. O último dos terrenos foi arrematado por 67, 1 milhões de euros, valor-base proposto pela companhia de capital chinês.

A CML esperava arrecadar 188,4 milhões com esta hasta pública, expectativa superada em 85,5 milhões. No final da sessão, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, anunciou que o excedente orçamental será aplicado no reforço da habitação a custos acessíveis - a operação prevê a construção de 515 casas com rendas até 600 euros.

Contabilizados os impostos decorrentes da venda, o município da capital encaixará 300 milhões de euros - 400 milhões, finalizada a construção, afirmou o edil.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)