Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Extensão de saúde sem médico de família fixo

Clínico está de férias até dia 12 de abril e em seguida deverá entrar no período de reforma.
Rui Pando Gomes 2 de Abril de 2017 às 10:06
Médica e utente
Médica e utente FOTO: Getty Images
A Extensão de Saúde de Porches, no concelho de Lagoa, está sem médico de família fixo porque o único clínico que presta serviço na unidade está de férias até dia 12 de abril e logo de seguida, apurou o CM, deverá entrar no período de reforma.

A unidade de saúde, ao que o CM apurou, tem cerca de 1900 utentes inscritos e, segundo o presidente da Junta de Freguesia de Porches, Luís Bentes, "a maioria da população é idosa e tem dificuldades para se deslocar a outra unidade de saúde". O autarca está preocupado porque o médico de família, antes de entrar de férias, dava consultas todos os dias da semana. Atualmente, segundo explicou ao CM fonte da Administração Regional de Saúde do Algarve (ARS), está a ser escalado "um médico para se deslocar dois dias por semana para assegurar a prestação de cuidados de saúde aos utentes de Porches".

Relativamente à aposentação do médico em causa, a ARS assegura que ainda não sabe quando irá acontecer, garantindo que "nessa ocasião o mesmo será substituído".

O profissional de saúde que está a fazer a substituição do médico pertence à Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Lagoa, que tem uma grande carência de médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar e que recentemente ‘perdeu’ dois médicos que foram transferidos para a Unidade de Saúde de Familiar Atlântico em Portimão".

Segundo garantiu ao CM a mesma fonte da ARS, esses dois clínicos já foram devidamente substituídos. Nesta unidade de Lagoa, neste momento, exercem funções sete médicos, para um total de 23 mil utentes inscritos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)