Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Falta de água no rio Tejo provoca graves prejuízos

Descargas na barragem de Cedillo, em Espanha, levaram a uma redução do volume de água na ordem dos 70%
João Saramago 6 de Outubro de 2019 às 08:54
Graves prejuízos devido à falta de água no rio Tejo
Graves prejuízos devido à falta de água no rio Tejo FOTO: Arlindo Marques

A redução drástica do caudal do rio Tejo levou autarcas portugueses e espanhóis a criticarem a gestão das reservas de água, argumentando que tal política está a originar "elevados prejuízos ambientais, turísticos e económicos".

Os autarcas, que se reuniram em Castelo Branco, divulgaram "grande preocupação pela redução drástica do caudal". No encontro estiveram os presidentes das câmaras de Castelo Branco, Vila Velha de Ródão e Idanha-a-Nova e do lado espanhol os autarcas de Cedillo, Carbajo, Herrera de Alcántara e Alcántara.

"A situação é inédita e inaceitável, demonstrando profunda insensibilidade para com este território, em que os autarcas têm investido no sentido de o rio Tejo ser um fator de atratividade e de desenvolvimento", dizem os autarcas, exigindo que a situação "que agora ocorreu não volte a verificar-se". No espaço de cinco semanas o volume de armazenamento na barragem de Cedillo registou uma perda de 70%, passando de 250 hectómetros cúbicos para 79 hectómetros cúbicos. Na última semana a redução foi de 13 %. Uma quebra que levou a que o rio Pônsul, no concelho de Castelo Branco, tenha descido dez metros, deixando a seco os cais de Lentiscais e de Malpica.

A Agência Portuguesa do Ambiente informou "que a situação resultou de descargas extraordinárias, verificadas na barragem de Cedillo, com o objetivo de Espanha cumprir o regime de caudais estabelecido na convenção de Albufeira para a bacia hidrográfica do Tejo". Para os autarcas é uma decisão que não garante a boa gestão dos caudais.

Cedillo Tejo Castelo Branco ambiente água questões sociais política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)