Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Faro quer combater isolamento de 80 idosos

Apoio já chega a 40 idosos do concelho e há inscrições abertas para duplicar beneficiários.
Diana Santos Gomez 27 de Janeiro de 2020 às 08:13
Idosos
Idosos
Idosos
Idosos
Idosos
Idosos

ACâmara de Faro pretende alargar este ano o programa de teleassistência a idosos com carências e em situação de isolamento no concelho, duplicando dos atuais 40 beneficiários para 80.

A autarquia farense investiu um total de 20 mil euros no âmbito do programa que está a ser introduzido pelo Gabinete de Apoio ao Idoso em conjunto com a GNR, a PSP e as entidades parceiras da rede de ação social do concelho. "O objetivo é alargar a teleassistência a todos os idosos que necessitem", garantiu ao CM Rogério Bacalhau, presidente da Câmara de Faro. Desta forma os habitantes poderão contactar os serviços municipais para terem acesso ao apoio. O autarca explicou que o objetivo é direcionar "uma atenção redobrada para os idosos" em fragilidade social.

Também o município de Alcoutim já tinha decidido apostar este ano na distribuição destes equipamentos por cerca de 80 idosos do concelho. Este apoio é assegurado à população 24 horas por dia, durante 365 dias por ano. O sistema de teleassistência vai permitir ao idoso num contexto de "solidão, emergência/urgência ou insegurança ser contactado por um técnico especializado que acionará a melhor resposta".

Segundo a Câmara de Alcoutim, para isso o utente tem apenas de acionar um botão, através de "um terminal telefónico fixo e uma pulseira ou colar, com botão de alarme". De acordo com a autarquia, o botão de alarme poderá ser "pressionado de qualquer parte da casa" e estabelece contacto telefónico "imediato". Em Alcoutim, existe ainda uma equipa de três técnicos da Cruz Vermelha que vão às habitações para monitorizar a saúde dos idosos.

Ver comentários